Atendimento:

Telefone: (41) 3206-0214

Whats: (41) 99243-5421

Sexagem fetal: dúvidas frequentes

Sexagem fetal: dúvidas frequentes

Elaboramos uma lista de perguntas e respostas para esclarecer algumas dúvidas frequentes das futuras mamães que desejem fazer o  teste de sexagem fetal. 

Quem pode fazer o teste de sexagem fetal?

No laboratório Genoprimer, qualquer mulher grávida com 8 semanas ou mais de gestação pode se submeter ao teste. É importante ressaltar que o teste de sexagem fetal não detecta gravidez. Então, se uma mulher que não estiver grávida fizer o teste, o mesmo indicará resultado de sexo feminino, já que detectará apenas o DNA da gestante. 

A sexagem fetal pode ser feita sem pedido médico?

Sim. Não é necessária a solicitação do médico porque o exame não é invasivo e os únicos riscos para a gestante são relacionados à coleta de sangue. 

Qual amostra biológica é utilizada no teste de sexagem fetal?

Para a realização do teste de sexagem fetal é coletado um tubo de sangue da gestante. O volume é de 5 mL, o mesmo coletado para a realização de outros exames de sangue (Dúvidas sobre como o teste é realizado? Clique aqui).

Qual é a idade gestacional ideal para a realização da sexagem fetal?

Apesar de poder ser realizado em qualquer fase gestacional, estudos indicam que os índices de acerto são maiores com o avanço da gestação. Assim, o laboratório Genoprimer realiza o teste de sexagem fetal a partir da 8ª semana de gravidez, uma vez que a partir dessa idade gestacional os índices de acerto são superiores a 96 %. Recomendamos que o teste seja realizado até a 12º semana, pois a partir desta o sexo do bebê pode ser visualizado no exame de ecografia. 

Os convênios médicos cobrem os custos do teste?

Não.  Os convênios não cobrem o teste de sexagem fetal porque ele não é considerado um exame de rotina ou necessário para o acompanhamento da gravidez.

Quanto tempo leva a liberação do laudo?

O laboratório Genoprimer libera o resultado do teste de sexagem fetal em no máximo 5 dias úteis. 

Pode haver resultado inconclusivo?

Estudos indicam que pode haver resultados inconclusivos em cerca de 5% dos casos, principalmente quando o teste é realizado com menos de 8 semanas de gestação. Nesses casos, recomenda-se repetir o teste com uma nova amostra, coletada no mínimo duas semanas após a coleta da amostra que gerou resultado inconclusivo.

Como interpretar o resultado do teste de sexagem fetal quando a gestação é gemelar (gêmeos)?

Quando os gêmeos são univitelinos, o resultado do teste é válido para os dois fetos. Quando a gestação for de gêmeos bivitelinos, um resultado do sexo masculino indica que pelo menos um dos fetos é menino. Quando o resultado indicar sexo feminino, significa que as duas gêmeas são meninas. É importante dizer que o teste de sexagem fetal não é capaz de detectar gestação múltipla, nem dizer se os gêmeos são univitelinos ou bivitelinos.

Gestações anteriores podem interferir no resultado da sexagem fetal?

Não, porque o DNA fetal é rapidamente eliminado da circulação materna pouco depois do parto.

Transfusões de sangue ou transplante de órgãos recebidos de doador do sexo masculino podem interferir no resultado da sexagem fetal?

Nesses casos o teste não é indicado, porque a presença de células do doador do sexo masculino no sangue da gestante pode levar a resultados falsos no teste de sexagem fetal.

A sexagem fetal pode indicar alguma anomalia ou malformação do feto?

Não. Apesar de utilizar o DNA fetal presente do sangue da gestante, o teste de sexagem fetal não pesquisa anomalias genéticas que possam acometer o feto.

 

Sua pergunta não foi respondida? Entre em contato conosco! Estamos à disposição para esclarecer todas as suas dúvidas.