Sexagem Fetal

O que é Sexagem Fetal?

Ao longo dos anos, avanços na área da genética têm proporcionado métodos cada vez mais seguros e precisos para que pais possam saber antecipadamente se estão esperando um menino ou uma menina.

A sexagem fetal é um procedimento que permite detectar o sexo do feto durante a gestação através da análise do DNA circulante presente no sangue da mãe.

O exame é seguro tanto para a mãe quanto para o bebê, pois não envolve riscos de complicações ou lesões, conhecido como “sexagem fetal não invasiva”, pois não requer a utilização de métodos invasivos, como a amniocentese ou a biópsia de vilo corial. Com uma simples amostra de sangue da mãe é possível determinar o sexo do bebê, a partir da oitava semana de gestação, de forma segura e precisa.

É fundamental que a sexagem fetal seja realizada por profissionais capacitados e em laboratórios acreditados, garantindo assim a confiabilidade dos resultados.

O Genoprimer é o único laboratório que faz o teste em Curitiba. Com experiência em mais de 10 anos realizando sexagem fetal, sem a necessidade de enviar amostras para outros centros maiores. Por isso os nossos resultados podem ser liberados em até 24 horas e no máximo em 48 horas.  Possui uma estrutura física em separado somente para a realização do teste de sexagem fetal e equipamentos automatizados, algoritmo de análise rigoroso e controles de qualidades externos que permitem fazer a sexagem fetal de forma segura e precisa.

Em resumo, a sexagem fetal é um procedimento seguro e preciso que permite aos pais descobrirem o sexo do bebê antes do nascimento. Com essa informação em mãos, é possível se preparar melhor para a chegada do novo membro da família. No entanto, é sempre importante lembrar que o mais importante é a saúde e o bem-estar do bebê, independentemente do seu sexo.

Tire as Suas Dúvidas

Perguntas Frequentes

Como funciona o teste?

A sexagem fetal identifica o sexo do bebê a partir da 8ª semana de gestação, com uma coleta simples de sangue da gestante.

O teste consiste na análise do DNA fetal presente no sangue da mãe. O plasma separado do sangue é utilizado para a extração do DNA, que é submetido à reação de PCR para detectar sequências genéticas específicas do cromossomo Y (gene Dys 14).

Apenas indivíduos do sexo masculino possuem o cromossomo Y, portanto a sua presença indica a gestação de um feto do sexo masculino e, por exclusão, sua ausência indica a gestação de um feto do sexo feminino.

Com quantas semanas de gravidez é possível fazer o exame?

A partir da 8ª semana de gestação é possível realizar o teste de sexagem fetal.

Grávida de gêmeos pode fazer o exame?

Se a gravidez for gemelar univitelina, os bebês terão o mesmo sexo; assim o resultado do teste é valido para ambos. Em gêmeos bivitelinos, a presença do cromossomo Y indica que pelo menos um dos bebês é do sexo masculino. A ausência de DNA masculino indica gravidez de duas meninas.

O teste de sexagem fetal é seguro?

Sim! O procedimento de coleta é não invasivo e por este motivo não apresenta nenhum risco para o feto.
Além disso, o teste possui excelente sensibilidade e especificidade, permitindo um alto índice de acerto.
A partir da 8ª semana de gestação a acurácia do teste é de 99%.

O resultado do exame pode sofrer interferência de uma gestação anterior?

Não, o organismo faz rapidamente a depuração do DNA fetal circulante após o parto.

Necessita de algum desses exames?